​Meu corpo tem poemas
Não renascentista 
Não vanguardista
Não de um grande artista
Mas tem poemas
Tem poemas com flores jamais vistas
Tem cores jamais tintas
Tem arte distinta
O meu corpo tem poema…
Um poema tão abolicionista 
Tão obra de um autista
Tão fora da revista
Tão grito de ativista
O meu poema é tão egoista
Que ao invés de populista
Ele é todo meu.

– Jordan Vilas Boas

​Uma vez aprendi com um homem por qual me apaixonei, que nem tudo é fácil, que o amor pode ser recíproco, mas não no nosso caso, que a saudade pode ser um grande problema, pra quem perde o tempo quando têm tempo pra saudade matar, que a extremidade de um lado, pode faltar de outro, que o amor pode florescer em alguns corações, mas nem todos têm o solo adubado! 

Mariana Neves.

Estava apagando uns  arquivos, e encontrei a foto mais bonita que tinha contigo, não existia olhos, sorrisos, nem tão pouco cumprimentos, porém existia de sobra sentimento, muito sentimento melhor dizendo… Era fácil ver sede, amor e desejo, nada mais que isso, era possível sentir através dela em suas curvas p&b, tudo que no momento registrado ali existia!

 -Mariana Neves.  

Sempre que nos encontrávamos, tínhamos mais papo que tudo, ele me girava num rodopio rápido até sua boca, eu sempre ficava tonta e surpresa, era um atrás do outro, mas eu nunca estava preparada, um rodopio rápido, um beijo, e um sentimento firme no olhar, ele me fazia tão bem, mas eu não sabia tanto como demonstrar, cada dia ao seu lado passava tão rápido, mas todos os rodopios dentro de mim era a mais linda eternidade…
Mariana Neves.